Corre, cão! Meu primeiro jogo Android para crianças

Corre, cão! Meu primeiro jogo Android para crianças

William Sena

Publicado por William Sena

11 Novembro, 2018Leia em 2 minutos

Corre, cão!

Após diversas tentativas frustradas na adolescências com ferramentas como RPG Maker, Mugen, Multimedia Fusion e até mesmo DirectX com Delphi, finalmente criei meu primeiro jogo seguindo um pensamento MVP, pois antes eu teria um pensamento nesta linha "Ah vou criar um Final Fantasy".

O jogo é um runner, onde você controla um cachorro, que come frutas e ossos e ouve sons de alguns animais.

O intuito do jogo é trazer diversão para as crianças estimulando a interação, de forma bem simples pulando e coletando comida.

via GIPHY

É direcionado para crianças até 3 anos, creio que a partir desta idade outros jogos ou tipo de diversão podem ser utilizados. Neste jogo as crianças irão ouvir músicas infantis clássicas instrumentais que inclusive foram traduzidas no brasil

Como foi desenvolvido?

O jogo foi desenvolvido a partir de estudos realizados do framework Phaser.js, um curso muito prático, como já tenho boa experiência na linguagem JavaScript, não encontrei muitos desafios para me acostumar com o framework.

Segue o curso de Phaser.js caso tenham interesse:

Phaser Review

Gostei muito da estrutura do framework, tem muita coisa implementada como sprites, gravidade, colisão, controle de partículas, animações e outros. Fortemente orientado a objeto tudo é uma classe onde você pode apenas utilizar ou criar heranças para comportamentos específicos de objetos do estado do jogo.

Apesar da variedade do framework senti falta de algumas facilidades, por este motivo estou listando os prós e contras.

Prós

  1. JavaScript, é uma linguagem que quase todo desenvolvedor "codou" em algum momento, por este motivo, já o torna muito acessível;
  2. Física, como já foi dito tem muita coisa pronta, o que facilita o desenvolvimento;
  3. Performance, há muito cuidado nos conceitos de cache para sprites, sons e arquivos, são mantidos em cache;
  4. Arquitetura, existe um acervo de objetos com um comportamentos específicos, por exemplo Sprite, TiledSprite, Text, Player e State;

Contras

  1. Editor, há um editor não oficial chamado Phaser Editor, que facilita o trabalho trazendo o drag/drop, preview e template de projetos, há duas versões free/commercial. A versão gratuita tem algumas limitações de quantidade de arquivos canvas, me parece que o editor é uma customização do eclipse que ficou bem pesada, meu notebook I5 com 8gb, não consegui rodar o editor de mapas e travou valendo, por este motivo utilizei o vscode para desenvolvimento;
  2. Build, não há uma ferramenta pronta para build do projeto, por este motivo utilizei o webpack;
  3. Deploy, algumas pessoas utilizam o Phonegap e outras Cordova, bem isso na minha opinião traz mais complexidade para lançar o jogo;

Próximos passos

Planejo criar um novo jogo, porém desta vez utilizarei o Godot (Python rs), algo que futuramente poderei compartilhar a experiência.

Valeu galera! O jogo está disponível na PlayStore.

Inscreva-se em nossa lista

E receba por email novos conteúdos.